O Grande Viúvo com Teatro Cego

Compartilhe:

Atores cegos e não cegos, todos na mesma condição – entre si e com a plateia. Assim é a experiência proposta pelo Teatro Cego, grupo que chega ao Itaú Cultural, de 9 a 11 de agosto, com uma montagem inusitada de O Grande Viúvo, de Nelson Rodrigues.

Toda a trama acontece em uma escuridão absoluta, levando a plateia a usar outros sentidos (menos a visão) para entender a história. Os atores ficam circulando entre os espectadores, que, sem ver nada, terão sempre a sensação de estar no meio das cenas.

O texto de Nelson Rodrigues conta a história de um viúvo que comunica à família querer se juntar à amada esposa. Inconformados, os familiares tentam dissuadi-lo do suicídio e recorrem a métodos radicais, como inventar calúnias sobre a falecida.

Criado em 2012, o Teatro Cego é formado por seis atores (Bruno Righi, Giovanna Maira, Manoel Lima, Paulo Palado, Sara Bentes e Sérgio Sá) – três deles são cegos – e três músicos (Eric Budney, Jonas Dantas e Marcel Ortiz), já que a trilha sonora é executada ao vivo.

Paulo Palado, diretor, ator e dramaturgo, assina a direção do espetáculo, além de integrar o elenco. Palado estudou teatro no CPT de Antunes Filho, participou do Semda (grupo de dramaturgia) com Chico de Assis, no Teatro de Arena, e formou-se em artes cênicas pelo Senac.

Serviço:
O Grande Viúvo com Teatro Cego
Datas: sexta (9), sábado (10) e domingo (11 de agosto)
Horários: sexta e sábado às 20h e domingo às 16h
Sala Itaú Cultural − 83 lugares
Entrada franca − ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
[indicado para maiores de 14 anos]

Fonte: Itaú Cultural

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *