Montreal 2013 – Daniel Dias fatura seu segundo ouro, agora nos 50m costas

Compartilhe:

Daniel Dias experimentou, na tarde chuvosa desta quarta-feira, 14, o sabor de mais uma medalha de ouro no Mundial de Natação Paralímpica, em Montreal, no Canadá. Ele sagrou-se campeão nos 50m costas (classe S5) com larga vantagem sobre os adversários, com o tempo de 35s97. Em segundo lugar ficou o britânico Andrew Mullen (39s21) e do australiano Cameron Leslie (43s78).

O brasileiro, nascido em Campinas e criado em Camanducaia, em Minas Gerais, manteve, assim, o amplo domínio nesta prova, já que conquistou o ouro nos 50m costas nos Jogos Paralímpicos de Pequim-2008 e Londres-2012.

O primeiro ouro do nadador em Montreal foi na tarde da terça-feira, nos 200m livre. Nesta quarta-feira, ele ainda nada o revezamento 4x50m livre, ao lado de Ronystony Cordeiro, Adriano de Lima e Clodoaldo Silva.

“Gostei bastante, está muito frio hoje [quarta-feira] e já tinha sentido isso de manhã. Assim, não entro totalmente aquecido, mas saio satisfeito da prova, dei o meu melhor, e agora é descansar porque tem o revezamento”, comemorou Daniel. A temperatura em Montreal chegou a bater na casa dos 15°C.

“Estou satisfeito até agora com a minha participação neste Mundial. Espero continuar nesta pegada, conquistando medalhas e, quem sabe, aparecer um recorde naturalmente”, projetou o nadador.

Daniel Dias é atleta do Time São Paulo, uma parceria do CPB com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com deficiência de São Paulo, que apoia 41 atletas de nove modalidades. A participação do Brasil no Mundial de Natação é custeada por um convênio do Ministério do Esporte com o CPB.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro
Foto: Marcelo Regua/MPIX/CPB 

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *