AACD lança filme sobre preconceito

Compartilhe:

A Z+, do Grupo Havas, é a responsável pela nova campanha da AACD (Associação de Assistência à Criança com Deficiência). O filme foi dirigido por Heitor Dhalia e Pedro Coutinho.

Para abordar o preconceito vivido por deficientes, o comercial traz um jovem negro que relata os problemas enfrentados no seu dia a dia, principalmente no mercado de trabalho. O rapaz é Guilherme Santos do Carmo, cadeirante que é paciente da AACD.

A campanha estreia na TV aberta no domingo 1. A direção de criação é de Manoel Zanzoti e a produção é da Paranoid. 

Fonte: Meio e Mensagem

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *