Show da cantora Luiza Caspary no CCSP, com audiodescrição e Libras

Compartilhe:

Em 21 de setembro é comemorado o Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência. Embora o Centro Cultural São Paulo (CCSP) desenvolva ao longo de todo o ano uma programação voltada à acessibilidade, no mês de setembro apresentará uma série de eventos gratuitos relacionados ao tema para celebrar a data, contando com o apoio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, a fim de expandir essa discussão, proporcionar ao público com deficiência o acesso à programação cultural e propiciar aos artistas com deficiência a chance de apresentar seu trabalho.

LUIZA CASPARY
Data: dia 8 de setembro, domingo
Horário: às 12h
Local: Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa
Quanto: entrada livre

Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso (Próximo às estações Paraíso e Vergueiro do metrô)
Informações ao público: 11 3397-4002
www.centrocultural.sp.gov.br

A cantora Luiza Caspary apresenta o espetáculo "O caminho certo", com repertório do álbum homônimo recém-lançado. O show traz músicas compostas pela artista em português, inglês e espanhol. A poesia presente nas letras aborda questionamentos típicos da juventude. O "caminho certo" será realizado com audiodescrição, recurso de acessibilidade para pessoas com deficiência visual ou baixa visão, compromisso que Luiza assumiu desde o início de sua carreira, quando foi a primeira no Brasil a lançar um videoclipe com AD. Também haverá interpretação em Libras – Língua Brasileira de Sinais).

Luiza Caspary é uma artista que nasceu baiana, cresceu gaúcha e hoje vive em São Paulo. Embora muito jovem (24 anos), já coleciona 16 anos de carreira. Sua voz é conhecida por cantar trilhas de campanhas publicitárias para grandes marcas. Algumas de suas músicas fizeram parte da trilha sonora de filmes e séries de TV.

Além de mostrar que é uma artista antenada com questões sociais, se estabelece como uma das vozes mais promissoras da nova geração de artistas brasileiros.

A banda é formada pelos músicos Luciano Lobato na bateria, Leo Mereu no baixo e Gabriel von Brixen na guitarra. Terá também a participação especial do cantor Gabriel Camilo e do violoncelista Bruno Serroni.

Assista ao clipe de Luiza Caspary – O Caminho Certo – com audiodescrição (AD)

Foto: Leandro Neves

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *