Justiça condena empresa de ônibus por acidente com cadeirante em SP

Compartilhe:

A Justiça de São Paulo condenou a empresa de ônibus Viação Gato Preto a pagar R$ 15 mil de indenização a uma passageira cadeirante, com paralisia cerebral, que sofreu uma queda dentro do veículo. A cadeira de rodas não estava presa corretamente e, em uma curva, a passageira foi lançada para frente. Ela teve os óculos quebrados, o que provocou lesões no rosto e traumas psíquicos, que retardaram o tratamento.

A empresa alegou que o motorista não era culpado pelas consequências da queda, pois teria tomado todos os cuidados necessários. A companhia ainda afirmou que o acidente aconteceu por culpa da mãe da cadeirante, que não teria prestado atenção para evitar a queda.

Os magistrados condenaram a empresa por considerarem que ela assume uma obrigação de resultado – de transportar o passageiro são e salvo ao seu destino. Caso isso não aconteça, significa o rompimento do contrato, sobre o qual a companhia deve ser responsabilizada.

Fonte: Terra Brasil