Distrito Federal agora conta com Disque-acessibilidade

Compartilhe:

A Secretaria de Justiça do Distrito Federal, em parceria com a Agefis, o Detran e o DFTrans, inaugurou na segunda-feira (30) o serviço “disque-acessibilidade”, para receber denúncias sobre falta de acessibilidade a pessoas com deficiência. A inauguração acontece às 15h, na Praça do Cidadão, na estação 114 Sul do Metrô-DF.

O serviço vai funcionar das 8h às 17h pelos telefones 2104-1173 / 2104-1174 / 2104-1175. Segundo o subsecretário de Defesa das Pessoas com Deficiência do DF, César Pessoa, o disque-acessibilidade vai permitir que as medidas contra transtornos aos deficientes sejam tomadas de forma mais ágil.

“Temos, por exemplo, uma parceria com a Agefis, que é nosso órgão fiscalizador e que pode embargar obras ou não conceder alvarás em construções com problemas de acessibilidade. O serviço vai agilizar na busca de soluções das reclamações. Antes [a secretaria] recebia a denúncia e tinha que oficializar”, afirma.

O serviço vai receber denúncias sobre respeito a vagas para deficientes, espaços não adaptados, discriminação e maus tratos às pessoas. Além da Agefis, participam o Detran e o DFTrans.

O lançamento do programa aconteceu na Praça do Cidadão, na estação 114 Sul do Metrô-DF porque o espaço é utilizado diariamente para atendimento à pessoa com deficiência. Segundo o subsecretário, cerca de 500 pacientes passam pelo local diariamente. Neste lugar, estão instalados órgãos que oferecem acesso a diversos serviços públicos ao deficiente.

Fonte: 

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *