Eseba terá que reservar vagas para alunos com deficiência

Compartilhe:

A Escola de Educação Básica da Universidade Federal de Uberlândia (Eseba) terá que reservar de 10 a 20% das vagas para alunos com deficiência. A decisão veio depois que o pai de um aluno entrou na Justiça para tentar garantir a vaga para o filho.

O cabelereiro Eirinaldo dos Reis Ribeiro luta para conseguir uma vaga para o filho, de nove anos, na Eseba desde outubro do ano passado. "Nunca consegui ser sorteado, pois a concorrência para as crianças especiais é a mesma que a das crianças normais", contou.

O filho do cabelereiro, Luiz Eduardo, tem síndrome de down. O pai entrou com ação na Justiça por se sentir prejudicado, mas a liminar foi negada em fevereiro deste ano, pelo Juiz Bruno Vasconcelos, da primeira vara de Uberlândia. "Por querer uma escola de qualidade para o meu filho e para as outras crianças especiais, a briga contra a Eseba e a Universidade continua".

O cabeleireiro conta que conseguiu matricular o menino em uma escola estadual, mas o sonho era vê-lo estudando na Eseba. No dia 30 de setembro o Juiz Federal Bruno Vasconcelos, que havia negado a liminar no início deste ano, voltou atrás da decisão e publicou nova sentença, obrigando a Eseba a reservar nos processos seletivos de 10% a 20% das vagas para candidatos com deficiências.

Para Eirinaldo, a decisão da Justiça é uma vitória, não só para o Luiz Eduardo, mas para todas as crianças com deficiências. "A gente atingiu o objetivo", afirmou.

Segundo o procurador da República, Cléber Eustáquio Neves, a universidade vai ter que se adequar e publicar como vai ser essa reserva de vagas e como os pais vão ter que proceder para fazer a inscrição na Eseba.

A diretora da escola, Elizabet Rezende de Faria, falou que ainda não foi notificada pela Justiça, mas garantiu que está estudando, junto à Procuradoria Seccional Federal de Uberlândia, a melhor maneira de viabilizar o cumprimento da sentença. "Nosso edital já estava praticamente na fase final aguardando o sorteio público que seria no dia 23 de outubro. O que nós estamos buscando é cumprir essa sentença para fazer a inclusão do sorteio de candidatos com deficiência", explicou.

Ainda de acordo com Elisabet, mais de três mil candidatos se inscreveram para o sorteio. Atualmente, dos alunos que estudam na escola, oito têm deficiências e entraram pelo sorteio normal. Ela alega que não tem estrutura necessária para atender mais estudantes com problemas semelhantes. "Quem faz a lei e quem determina precisaria conhecer como é a rotina de um aluno deficiente dentro de uma escola para ver que ele demanda muitas outras necessidades", informou.

Fonte: G1 Triângulo Mineiro

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *