Tarde de lazer no Zoo para pessoas com deficiência

Compartilhe:

Após o sucesso durante a Semana da Criança, agora é a vez do “PE Conduz” comprovar a eficiência dos carros elétricos do Parque Dois Irmãos. O programa que é da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, coordenado pela Superintendência Estadual de Apoio à Pessoa com Deficiência (Sead) pega carona nessa conquista socioambiental para levar, neste fim de semana, um grupo de 10 pessoas com deficiência ao Zoológico.

O PE Conduz é responsável por transportar grupos de pessoas para pontos turísticos do Estado aos fins de semana. Os passeios a bordo dos carrinhos pelas ruas do Zoo vão acontecer no sábado (19), à tarde, das 15h às 17h30.

Adquiridos pelo Parque para melhorar a mobilidade de visitantes com dificuldades de locomoção, os veículos também atendem aos padrões da sustentabilidade, já que não emitem gás carbônico e são bem mais silenciosos. Adequam-se, assim, ao ambiente do Zoo, que fica dentro de uma reserva de Mata Atlântica e requer o mínimo de ruídos para não incomodar os animais que lá vivem.

“Vamos unir iniciativas importantes, de dois órgãos do Estado, dedicadas a dar acessibilidade às pessoas ao lazer e turismo”, comemora a gerente do Parque Dois Irmãos, Silvana Silva.

PE Conduz – Foi implantado para garantir o acesso das pessoas com deficiência física, com comprometimento da mobilidade, associada ou não a outra deficiência, de baixa renda, que não apresentam condições de se locomover com autonomia, nos demais meios de transporte coletivo, a fim de viabilizar o acesso aos serviços de saúde, habilitação e reabilitação em tratamentos contínuos. Além disso, o programa nos finais de semana, realiza a Rota PE Conduz Lazer, que leva os cadeirantes a lugares e eventos públicos.

Fonte: Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *