Aplicativos ajudam cegos e surdos em atividades do dia a dia

Compartilhe:

Para quem enxerga ou ouve sem problemas, utilizar um smartphone ou trocar mensagens com os amigos parece uma atividade banal. Mas quando a pessoa tem alguma deficiência, tarefas triviais se tornam um desafio. Para facilitar a vida de pessoas com certas limitações, desenvolvedores de aplicativos criam programas que permitem traduzir voz para a língua de sinais ou mesmo ler em voz alta o conteúdo da tela do celular. Veja quatro opções.

ProDeaf

Destinado a facilitar a comunicação com os surdos, o ProDeaf captura a voz do usuário do smartphone e converte para libras (língua brasileira de sinais), com a exibição na tela do aparelho por meio de um avatar. O resultado, em geral, é rápido e com um nível muito bom de entendimento e comunicação.

Em alguns casos, porém, apresenta falhas. Ele travou três vezes durante os testes do UOL Tecnologia, realizados com um iPhone 4S, congelando a tela. Também não entendeu algumas palavras ditas. Mas, quando isso acontece, é possível recorrer ao teclado e digitar o termo.

Em sua versão para Android, o programa conta com uma base de dados com cerca de 3.700 sinais. Já para iOS, fica em 2.000.

Grátis para iPhone e Android

Voice Over

Apesar de não ser um aplicativo para download, o Voice Over é um recurso do sistema operacional iOS muito interessante para cegos. Com ele, o smartphone da Apple descreve tudo o que acontece na tela do aparelho, além de ler textos de páginas da internet ou mesmo e-mails, por exemplo.

Para ativá-lo, basta selecionar Ajustes > Geral > Acessibilidade. Surge uma tela com opções que permitem ampliar o tamanho do texto exibido (útil para quem tem problemas de visão, mas enxerga), além do VoiceOver.

Ao ativar esse último recurso, basta deslizar o dedo pela tela para que o smartphone diga qual aplicativo você abrirá ao tocar duas vezes. O recurso só tem um probleminha: ao tentar desativá-lo, é comum não conseguir rolar a página na área "Geral" para chegar até a opção "Acessibilidade". Se isso acontecer, basta tocar com três dedos para arrastar a tela.

Grátis para iPhone

TalkBack

A exemplo do VoiceOver, do iPhone, o TalkBack (para Android) é um programa para pessoas com deficiência visual. Apesar de ter menos recursos que a alternativa da Apple, ele também descreve o que aparece na tela.

Em alguns smartphones, já vem instalado. Em outros modelos, porém, é preciso fazer o download na Google Play, loja de aplicativo oficial do Android. Baixado o arquivo, é preciso ir até Ajustes > Acessibilidade e ativar o TalkBack. A partir daí, tudo é narrado ao usuário por uma voz robotizada.

Nos testes do UOL Tecnologia, com um aparelho que roda Android 2.3, a voz do programa cortou sílabas de várias palavras, o que dificultou a compreensão. Em um aparelho com versão 4.1.2 do Android, a navegação ficou lenta e até truncada. Em certos momentos, em vez de dizer o nome do aplicativo, o programa lia o título da imagem do ícone.

Grátis para Android

Tandera Dinheiro

O objetivo deste programa é ajudar deficientes visuais a identificar cédulas de dinheiro, evitando que elas sejam enganadas na hora de receber o troco de uma compra, por exemplo.

Para que ele funcione, é preciso posicionar o celular sobre a nota, em um local com boa iluminação. Ele verifica o dinheiro com o uso da câmera e diz seu valor. Nos testes, ele acertou os valores das notas, mas chegou a levar quase 30 segundos para terminar esse processo em um das tentativas. Em outra ocasião, não terminou de processar a verificação.

Em sua versão de demonstração, ele trabalha apenas com cédulas de R$ 2 e R$ 5 reais. Já a versão completa (que tem preço bem salgado), inclui notas de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.

R$ 29,90 para Android

Fonte: UOL

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *