Burocracia e atendimento ruim irritam quem precisa de CNH especial

Compartilhe:

Uma peregrinação por repartições públicas, clínicas e bancos, além do pagamento de taxas e mais taxas. As dificuldades enfrentadas por quem precisa tirar ou renovar a carteira nacional de habilitação (CNH) não poupam nem quem tem dificuldades de locomoção e precisa de carteira especial, para comprar o carro adaptado e poder parar nas vagas reservadas.

A nutricionista Luciane Gonçalves de Lima é exemplo de como a burocracia e o atendimento precário podem causar transtornos a quem precisa de serviço do Detran-PR. Desde o início do mês passado, ela tenta obter a habilitação para pessoas com deficiência, para ter acesso ao veículo adaptado e às vagas especiais.

Revoltada com as taxas cobradas e com o vai e vem exigido pelo órgão, Luciane denunciou a situação à Tribuna. “Tenho que evitar andar e dirigir carro com embreagem, mas o Detran me manda atravessar a cidade para fazer um exame. É um completo descaso. E tudo o que cobram é muito caro. Quero ser respeitada como cidadã pagadora de impostos”, afirma.

Luciane tem enxerto no pé direito, devido à retirada de tumor ósseo. No início de setembro, um mês após renovar a CNH, ela visitou seu médico, que recomendou a utilização de veículo adaptado. “Fui à unidade do Detran na Rua João Negrão e disseram que eu teria que refazer o exame de aptidão física e mental. E cobraram novamente a taxa de R$ 106,29. Para que, se eu havia feito um mês antes?”, questiona.

Apesar das dificuldades de locomoção de Luciane, o novo exame foi marcado para clínica no Jardim Social, distante da casa e do trabalho da nutricionista. “Fica em rua residencial, sem qualquer indicação. Cheguei com dois minutos de atraso e não me deixaram fazer o exame.

Luciane diz ter entrado em contato com a ouvidoria do Detran-PR, que teria prometido resposta em 15 dias. O prazo se encerrou na semana passada e não houve retorno. Depois de refazer o exame, terá que ir até a unidade do Tarumã e passar pela avaliação da junta médica. Para isso, terá que pagar mais uma taxa, de R$ 78,31.

Segundo o Detran-PR, os procedimentos exigidos de Luciane Gonçalves de Lima estão de acordo com as normas do órgão. A escolha das clínicas onde são realizados os exames é feita por sorteio eletrônico, para que nenhuma fique sobrecarregada, e quem chega atrasado perde o exame. Se tiver solicitação aprovada pela junta médica, ainda terá que fazer o cadastro na prefeitura para obter autorização para usar as vagas reservadas de estacionamento.

Fonte: Paraná Online

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *