Exposição exibe obras de pessoas com deficiências no RS

Compartilhe:

Entre os dias 26 de outubro e 17 de novembro, a Casa de Cultura Mario Quintana, no Rio Grande do Sul, recebe a exposição “O Som da Tinta – Arte Acessível e Sensorial”.  A entrada é Catraca Livre.

Com objetivo de tornar a arte mais acessível, a mostra reúne o trabalho de pessoas com deficiências sensoriais, que participaram de oficinas de xilogravura realizadas pelo Estúdio Hybrido.

Equipada com áudio descrição e legendas especiais, a exposição conta com matrizes em madeira, impressões em papel e registros em vídeo.

Fonte: Catraca Livre

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *