Estudantes do Recife criam aplicativo para ajudar na acessibilidade

Compartilhe:

Estudantes da Escola Técnica Estadual Professor Agamenon Magalhães (Etepam), no Recife, desenvolveram um aplicativo para celular que pode ajudar pessoas com deficiência física a circular melhor pelas ruas das cidades. Por enquanto, o programa ainda está em fase de teste, mas a expectativa é que se torne um grande aliado para os cadeirantes.

Os estudantes usaram mapas disponíveis na internet como base para o aplicativo. Visitando o Bairro do Recife, na área central da capital,  anotaram como são os acessos aos principais pontos turísticos da região mais antiga da cidade, juntaram as informações e criaram o aplicativo.

O ponto de partida de todas as rotas é a Praça do Marco Zero. Um dos integrantes da Associação de Deficientes Físicos de Pernambuco, Edmilson Silva, testou o aplicativo indo do local de fundação da cidade até a Torre Malakoff. O percurso indicado na tela é o que oferece mais segurança às pessoas que usam cadeiras de rodas. Após 400 metros, ele chegou ao destino. “É uma experiência boa, que está contribuindo para colocar a acessibildiade em prática. Facilitou o percurso, porque você pode encontrar rampas, rebaixamento de piso. É interessante para quem usa cadeira de rodas", disse.

O programa ainda está em fase de ajustes, mas em breve os estudantes pretendem colocá-lo na internet para qualquer pessoa usar. “A estimativa é terminar esse ano, junto a uma rede social, para que os usuários possam comentar o aplicativo entre si e melhorar a acessibilidade", relatou o estudante Valdemir Lopes, um dos idealizadores do aplicativo.

Fonte: G1

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *