Mostra Cinema Silencioso terá audiodescrição em Recife, PE

Compartilhe:

A primeira sessão da II Mostra Cinema Silencioso, nesta sexta-feira (8), terá audiodescrição para o filme Veneza Americana, de 1926, da Pernambuco Film, produzido pelos italianos de Hugo Falângola e J Cambiere.

A audiodescritora Liliana Tavares, da COM Acessibilidade Comunicacional vai “contar tudo” o que se passa na grande tela do Cinema São Luiz para as pessoas com deficiência visual durante a exibição do documentário, que mostra obras do governador de Pernambuco, Sérgio Loreto, nos anos vinte. Entre autoridades e obras que anunciam o desenvolvimento de Pernambuco, o filme mostra aspectos do porto de Recife, a circulação de automóveis e bondes pela cidade, as praias de Boa Viagem e do Pina, o quartel do Derby, até um passeio inusitado por um parque de diversões. A trilha sonora será apresentada ao vivo pelo músico pernambucano Alex Mono, criada especialmente para o Veneza Americana.

O filme pertence ao acervo da Fundação Joaquim Nabuco, restaurado pela Cinemateca Brasileira em 2007 .

A COM Acessibilidade Comunicacional presta serviços de audiodescrição, Braille e interpretação de libras. Elabora, coordena e executa projetos de acessibilidade comunicacional nas áreas das artes, da cultura, do esporte, do lazer, da mídia e da educação.

Segundo Liliana Tavares, fazer audiodescrição de um filme mudo é o desejo de todo audiodescritor. Tornar acessível algo que sem a AD não seria possível de ser compreendido por uma pessoa com deficiência visual. Ela, que já fez um curta e duas peças sem falas, diz que sem as falas, restam, além das imagens, os sons para guiar a inserção da audiodescrição. "É preciso ajustar os descritivos de forma precisa para sincronizar com a exibição. Para isso seguimos alguns passos: fazer roteiro a partir das imagens do filme, submeter a uma revisão com um consultor de audiodescrição e uma pessoa cega, reajustar o roteiro, ensaiar com a película (já que será realizado em voice over, digo, ao vivo e não gravado) e fazer a locução na hora da exibição", explica.

Ela explica ainda que no momento da entrada o usuário recebe um aparelho de recepção com fones de ouvido e escolhe onde quer sentar. O audiodescritor fica em uma cabine acusticamente isolada. Não há nenhuma interferência para o público em geral.

Informações:

É recomendado que as pessoas cegas entrem com 15 minutos de antecedência para ouvir as notas proêmias introdutórias sobre o local, os músicos, e outras informações.

A abertura da II Mostra Cinema Silencioso será às 20 horas da próxima sexta-feira, 08. A entrada é franca.

Fonte: Blog da Audiodescrição