UERN vai reservar 5% das vagas de graduação para deficientes em 2014

Compartilhe:

O processo seletivo da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) terá uma novidade a partir de 2014. De acordo com o  Diretor da Comissão Permanente de Vestibular (COMPERVE) da UERN, José Egberto Mesquita, 5% das vagas serão reservadas para pessoas com deficiência. A novidade foi informada nesta terça-feira (12) na abertura do processo seletivo.

José Egberto disse que foi por meio da aprovação da Lei Estadual 9.696, dia 25 de fevereiro de 2013, que a UERN incorporou a cota para pessoas com deficiência para o próximo processo seletivo. Essas pessoas, segundo adiantou Egberto, já tinham dentro da seleção um atendimento especial. “Agora nós temos, com a inovação dessa Lei, do atributo de 5% das vagas que são relativas as ofertas dos cursos existentes na UERN”, disse o diretor. Ao todo serão 131 vagas ofertadas.

A porcentagem será aplicada em cada curso oferecido pela instituição em 2014. Segundo Egberto, a UERN tem alguns números que são fracionados, e todas as vezes que estes números dão fracionados, há o arredondamento para o número inteiro superior. Por exemplo, os cursos que correspondem a 1,5 vagas, o número de vagas para deficientes será arredondado para duas.

O professor Edberto Mesquita Pinto lembra que esses 5% são aplicados em cada um dos cursos ofertados pela instituição no próximo ano.

Outra novidade deste ano informada pela Comperve foi a ampliação do número de vagas para o curso de Medicina.  Neste ano foram oferecidas 26 vagas, e em 2014, 60 serão abertas.

Inscrições

As inscrições começam no próximo dia 18 de novembro e vão até o dia 6 de dezembro. Os concorrentes que desejam participar do processo seletivo pelo sistema de cotas devem estar vinculadas ao que determina o Decreto Nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004, que define o que é uma pessoa com deficiência.

Todos que se enquadrarem dentro do decreto podem solicitar o benefício do sistemas de cotas para pessoas com deficiência. O Diretor da Comperve explica que vai haver uma inscrição, onde o candidato terá que entregar documentos que oficializem sua condição de pessoas com deficiência. Esse prazo será após as inscrições, no período de 16 a 20 de dezembro.

Serão oferecidas 2.180 vagas iniciais nos cursos de graduação no próximo ano. As provas serão realizadas nos dias 02 e 03 de fevereiro, e aplicadas simultaneamente nos municípios de Mossoró, Assu, Pau dos Ferros, Patu, Natal e Caicó.

Fonte: Tribuna do Norte

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *