UFRJ cria primeiras graduações presenciais em Libras do Rio

Compartilhe:

A partir do próximo ano, a UFRJ terá três cursos de graduação voltados para a formação em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Estas serão as primeiras graduações presenciais em Libras, no estado do Rio de Janeiro, já que os únicos cursos de ensino superior disponíveis, até então, eram na modalidade à distância. Os cursos contarão com uma equipe de 16 professores, que serão selecionados através de concurso público.

No fim de outubro, o Conselho Universitário (Consuni) da UFRJ aprovou a criação do Bacharelado em Letras – Libras: Tradução e Interpretação e da Licenciatura em Letras – Libras, cada um ofertando 20 vagas. Também foi aprovada a criação de uma turma especial de licenciatura, voltada para professores da rede pública estadual e municipal de ensino, na qual serão oferecidas mais 50 vagas.

Estes últimos terão ingresso diferenciado, sem necessidade de passarem pelo atual concurso de acesso da universidade, e estarão incluídos no Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor), programa em regime de colaboração entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), estados, municípios, o Distrito Federal e as Instituições de Educação Superior do país.

Para concorrer às vagas, os demais candidatos passarão pelo mesmo sistema de acesso dos demais cursos da UFRJ, ou seja, deverão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e posteriormente escolher o curso através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os candidatos deverão realizar, ainda, Teste de Verificação de Habilidade Específica (THE), durante a seleção. Quem fez o Enem este ano, poderá incluir a graduação como opção no primeiro semestre do ano que vem.


O edital do THE para o curso já está disponível aqui e tem inscrições entre 18 de novembro e 2 de dezembro. A prova será no dia 8 de dezembro na Faculdade de Letras, que ganhará um departamento específico para a nova graduação. Os cursos são voltados tanto para alunos surdos quanto para ouvintes. Os candidatos que farão o THE devem ser proficientes em Libras. No entanto, para a turma especial Parfor, não será cobrada a proficiência, pois o projeto pedagógico vai contemplar mesmo os que não têm conhecimento algum em Libras.

As graduações têm duração de quatro anos e serão lecionados no período noturno. A grade curricular contará com disciplinas como Estudos da Libras e respectiva Literatura, Estudos da Educação (formação pedagógica), Estudos da Língua Portuguesa como Segunda Língua para Surdos, entre outras.

O profissional formado em Libras pode trabalhar em diversas áreas, focadas no ensino, na tradução e na interpretação, podendo atuar não só na área de educação, mas também em ambientes que exijam a presença de um intérprete, como aeroportos, entrevistas de emprego, eventos culturais e científicos.

Fonte: 

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *