Monólogo de Marco Nanini tem sessões com audiodescrição

Compartilhe:

Nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, o espetáculo teatral “A arte e a maneira de abordar seu chefe para pedir aumento”, em cartaz no Sesc Vila Mariana, em São Paulo, terá audiodescrição da Iguale Comunicação de Acessibilidade. Com este recurso, o monólogo interpretado pelo ator Marco Nanini permitirá que pessoas com deficiência visual compreendam, com riqueza de detalhes, informações exclusivamente visuais, traduzidas, em tempo real, para o verbal.

“A audiodescrição é um recurso que tem como base a tradução audiovisual intersemiótica, ou seja, do visual para o verbal, transformando imagens dinâmicas ou estáticas em descrições sonoras isentas de julgamento de valores e com o máximo de detalhes possíveis, relatando de forma harmônica toda e qualquer informação”, explica Mauricio Santana, diretor da Iguale.

Na peça de teatro, por exemplo, as cenas, o cenário, o figurino, os gestos dos atores, e todo contexto visual, são descritos, intercalando as falas dos atores, sem interferir no entendimento do público. A pessoa com deficiência recebe na entrada do teatro um receptor portátil com fone de ouvido para o qual é transmitida a audiodescrição, assim houve a narração do audiodescritor, sem causar qualquer tipo de incômodo aos demais na plateia.

Segundo a assessoria do Sesc Vila Mariana, os ingressos estão esgotados para toda a temporada. No entanto, ainda há lugares limitados para atendimento a pessoas com deficiência visual, que podem ser adquiridos pessoalmente pela rede INGRESSOSESC, e nas bilheterias do Sesc São Paulo.

Fonte: Blog Acessível Iguale