Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual

Compartilhe:

No dia 13 de dezembro, celebra-se o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual e da luta por sua inclusão social. Entre os problemas enfrentados diariamente por pessoas que possuem problemas de visão está a falta de acessibilidade, inclusive nas vias públicas e nos transportes urbanos. Mesmo em São Paulo, a terceira maior cidade do mundo, os investimentos em políticas públicas para promover o direito constitucional de ir e vir são modestos e caminham lentamente.

Nos últimos anos, foram realizadas algumas adaptações na cidade, como faixas táteis nos pisos, com textura e cor diferenciadas, além de informações acompanhadas dos signos em Braille, mas a promoção da acessibilidade ainda engatinha em São Paulo. Para atenuar as dificuldades, as instituições filantrópicas, como a Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual exercem papel fundamental disseminando estratégias para promover a independência dessas pessoas.

Em seus 22 anos, a Laramara desenvolve ações específicas para a participação efetiva das pessoas com deficiência visual na sociedade. No projeto Atendimento Educacional Especializado (AEE), os usuários da instituição aprendem técnicas e procedimentos para caminhar com autonomia e independência pela cidade, unindo autoconhecimento e domínio espaço corporal, utilizados em ambientes internos e externos e no transporte público. Essas intervenções seguem uma rotina semanal, quinzenal ou mensal, de acordo com as necessidades dos grupos orientados.

“A liberdade de ir e vir, além de constitucional, é um direito fundamental de todo ser humano. Apesar dos pequenos avanços, muito deve ser feito quanto à aplicação do conceito de acessibilidade universal que, de fato, favoreça a mobilidade das pessoas e o uso de equipamentos por todas elas não só na cidade de São Paulo, mas em todo o país", informa o professor de orientação e mobilidade da Laramara João Felippe.

"No Atendimento Educacional Especializado, as pessoas com deficiência visual e seus familiares são fortalecidos para exercerem o papel preponderante de protagonistas nas ações transformadoras que resultem em uma sociedade acessível e inclusiva”,  ressalta Felippe .

O Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual é uma data importante para a reflexão sobre as necessidades especificas dos 6,5 milhões de brasileiros com problemas visuais congênitos ou adquiridos e as ações para promover sua inclusão social.