Restaurante no escuro imita sensação de deficientes visuais

Compartilhe:

Antes de entrar na sala de jantar, o cliente deve olhar o cardápio, desligar seu celular, deixar guardado qualquer objeto que emita luz e deve se preparar para ficar no escuro. Essas são as instruções dadas aos visitantes do O.NOIR, um restaurante no Canadá que funciona na mais completa escuridão.

Inaugurado em 2006 na cidade de Montreal, o restaurante procura mostrar aos seus clientes qual a sensação que os deficientes visuais têm ao se alimentar. "É uma experiência incomum. Quando você come no escuro, os outros sentidos são intensificados. Até pratos comuns no dia a dia, como uma batata ou um iogurte assumem um sabor inusitado", explica Moe Alameddine, dono do restaurante, em seu site. Em 2009, uma nova unidade do restaurante foi aberta em Toronto, a maior cidade do país.

Compartilhando experiências

A ideia de jantar no escuro surgiu em Zurique, na Suíça. Um pastor cego chamado Jorge Spielmann vendava seus amigos quando os recebia para jantar em casa para que ele pudesse compartilhar como é sua experiência ao comer. Em 1999, o pastor abriu o restaurante Blindekuh ("Vaca cega", em português), projeto para ensinar as pessoas sobre sua deficiência e proporcionar empregos para pessoas cegas.

No O.NOIR, a proposta é parecida e todos os garçons são cegos. O site explica que eles são as melhores pessoas para realizar um trabalho nesse contexto e que essa é uma forma de aumentar ainda mais a consciência das pessoas sobre a deficiência visual.

Fonte: Catraca Livre