São Paulo cria Delegacia de Polícia da pessoa com deficiência

Compartilhe:

Na manhã da sexta-feira, 03 de janeiro, foi assinado o Decreto que cria a primeira Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência do Brasil. O Governador Geraldo Alckmin, acompanhado da Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Dra. Linamara Rizzo Battistella, e do Secretário de Estado de Segurança Pública, Fernando Grella, assinou o documento para a criação da unidade, que será instalada no Departamento de Polícia Judiciária da Capital – DECAP.

Entre as atribuições da Delegacia estão os serviços de prevenção e repressão de crimes contra a pessoa com deficiência, recebimento, concentração e difusão de dados e denúncias de crimes e atos de violência contra a pessoa com deficiência.

Além disso, a unidade contará com equipe multidisciplinar que identifica o tipo de atendimento a ser prestado. Entre os profissionais que farão parte do grupo estão assistentes sociais, psicólogos e intérprete de Libras, que também reunirão informações sobre práticas de violência contra as pessoas com deficiência.

Durante seu discurso, a Secretária Dra. Linamara exemplificou o trabalho da equipe que irá compor a Delegacia. “O sistema de atendimento vai garantir o acolhimento diferenciado, estamos falando de sete milhões de pessoas com deficiência visual, que certamente tem dificuldade para atestar o seu boletim de ocorrência, para fazer a sua queixa, para assinar um documento e que agora encontra nessa delegacia as ferramentas de comunicação que permitirão que eles se sintam à vontade e seguros em sua manifestação”.

O Governador falou sobre o número significativo de pessoas com deficiência e a importância de se expandir essa ação. "Hoje nós estamos dando um passo muito importante criando a primeira Delegacia dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Brasil. Nós temos 45 milhões de pessoas com deficiência no País, 9 milhões só no Estado de São Paulo. Com certeza essa boa iniciativa vai prosperar por todo País".

A unidade vai prestar apoio prático às outras delegacias da cidade, além de oferecer orientação e consultoria às demais delegacias do Estado. A implantação da Delegacia será realizada pelas Secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e de Segurança Pública de São Paulo.

A Delegacia da Pessoa com Deficiência será inaugurada daqui a 45 dias, no Palácio da Polícia Civil, à Rua Brigadeiro Tobias, 527, na Luz.

Fonte: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *