Pessoas com deficiência têm até dia 30 para se cadastrar para vagas de estacionamento

Compartilhe:

Desde o dia 2 de janeiro, deficientes físicos e pessoas com dificuldades de locomoção já estão efetuando o cadastramento para vagas especiais de estacionamento público e privado. O atendimento é disponibilizado das 10h às 20h, de segunda a domingo, em estande da Superintendência Municipal de Trânsito montado no Boulevard Shopping, de Feira de Santana (BA), até o dia 30.

O cadastro consiste em emissão de cartão que dá direito a 2% das vagas de estacionamento. Para realizá-lo é necessária a apresentação das cópias dos seguintes documentos: RG, CPF e comprovante de residência, além do laudo médico constatando diagnóstico, Classificação Internacional de Doenças (CID), carimbo e assinatura do médico especialista.

Após ser atendido de forma rápida e tranquila, o deficiente físico Fagner de Matos comemorou a iniciativa do Governo Municipal em regulamentar os espaços destinados para esta finalidade. “Antes era muito difícil achar vagas para pessoas com dificuldade de locomoção. Com essa regulamentação vai facilitar nossa vida, podendo identificar quem realmente precisa das vagas de estacionamento”.

O documento emitido tem o tamanho em padrão nacional, com validade de três anos e pode ser utilizado em todo território nacional – nas cidades em que há reservas de vagas. As pessoas deverão colocar o documento, no pára-brisas dianteiro do veículo, na parte interior, para que os agentes identifiquem os usuários e não sofram infrações de trânsito.

Nos últimos dias os estacionamentos para idosos e deficientes com dificuldade de locomoção, localizados nas principais ruas e avenidas de Feira de Santana foram sinalizados vertical e horizontalmente. A ocupação indevida destes espaços vai gerar multa, pontos da carteira de habilitação, e o veículo poderá ser guinchado para a garagem da SMT.

Fonte: Tribuna Feirense

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *