Sorocaba (SP) dedica semana para orientar motoristas sobre respeito às vagas preferenciais

Compartilhe:

Em Sorocaba (SP), Entre os dias 13 e 17 de janeiro o setor de Educação para o Trânsito da Urbes – Trânsito e Transportes estará dedicado a reforçar aos motoristas a importância do respeito às vagas preferenciais. Durante a semana a equipe de educadores percorrerá cinco estabelecimentos comerciais com a Campanha "Vaga Consciente" de orientação sobre o tema. A primeira intervenção acontecerá no Sorocaba Shopping Center, das 10h às 12h e das 13h30 às 15h30.

De caráter educativo, a ação vai abordar os condutores sobre o uso adequado e o respeito às vagas preferenciais para pessoas idosas e com deficiência e que possuam a credencial autorizadora.

A utilização da credencial foi regulamentada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio das Resoluções 303 e 304, de dezembro de 2008, com o objetivo de uniformizar, em âmbito nacional, os procedimentos para sinalização e fiscalização dessas vagas.

O uso incorreto das vagas preferenciais é uma infração de trânsito. Estacionar em vagas para pessoas com deficiência ou idosos sem a utilização da credencial fornecida pelo órgão executivo de trânsito do domicílio do idoso ou pessoa com deficiência é uma infração de natureza leve, com acréscimo de três pontos ao prontuário do condutor e multa pecuniária no valor de R$ 53,20.

Como obter a credencial

Idosos e pessoas com deficiência podem solicitar a credencial de uso das vagas preferenciais. O atendimento é feito nas unidades da Casa do Cidadão e também na sede da Urbes, onde devem ser entregues o requerimento disponível no site www.urbes.com.br, além de outros documentos. O documento é válido em todo o território nacional.

No caso dos idosos, é preciso apresentar cópia da carteira de identidade e de um documento que comprove o local de sua residência. Já a pessoa com deficiência ou dificuldade de locomoção também terá que entregar um atestado médico conforme modelo disponível no site www.urbes.com.br.

Não é obrigatória a presença do idoso ou da pessoa com deficiência no ato do cadastramento. Outra pessoa, desde que comprove a ligação com o requerente, poderá fazer a entrega da documentação exigida.

O atendimento é das 9h às 17h. Outras informações pelo telefone 3331-5000 e pelo site da Urbes.

Foto: Comunicação / Urbes
Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *