Sem recursos, clínica que atende pacientes com deficiência pode fechar em Londrina

Compartilhe:

A falta de um convênio com a Prefeitura de Londrina pode fechar as portas do Getexcel, clínica odontológica especializada em atendimento de pessoas com deficiência. Desde o ano passado a entidade luta para sobreviver, mas vê o fim próximo diante da falta de acordo com o município.

Até 2012 eram repassados pela Secretaria Municipal de Saúde R$ 6 mil mensais para a clínica. O dinheiro era utilizado para o pagamento de salários e na aquisição materiais. Porém, no último ano o convênio foi interrompido.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Mohamad El Kadri, o vínculo não será renovado, uma vez que a rede de saúde municipal já oferece o serviço de atendimento especial à população.

No entanto, a diretora do Getexcel, Martha Issa, argumenta que é preciso de profissionais preparados para o atendimento especiífico e que a falta de capacitação técnica acarreta na utilização de anestesia geral para diversos procedimentos sem a devida necessidade.

A entidade filantrópica, que atua no Jardim do Sol, na região oeste da cidade, está em atividade há 20 anos. Cinco voluntários e cinco servidores remunerados executam diferentes funções no local. São atendidos pacientes de 140 cidades da região, sendo que pelo menos 80% são de Londrina.

Sem verba para pagar o 13º salário dos trabalhadores, a clínica precisou realizar rifas, promoções e bazares para arrecadar fundos. "Do jeito que todas entidades filantrópicas tentam sobreviver", comentou a diretora da Getexcel. Ela foi procurada pela reportagem de odiario.com, mas estava em atendimento e nâo pôde dar entrevista. As informações são da Rádio CBN Londrina.

Fonte: O Diário de Londrina

11 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

  3. em algumas companhias de avião (Latam, Gol…) só é permitido o voo gratuito do def.fisico em caso de tratamento médico comprovado, para isso deve preencher cadastro valido por um ano, no caso do acompanhante terá 50% de desconto na viagem. melhores informações no Youtube “Pessoas com deficiência terão passe livre em aviões” ou similares. boa sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *