Creche com acessibilidade total é entregue à população

Compartilhe:

No último dia 8 de fevereiro foi inaugurado, na cidade de São Paulo, o CEI (Centro de Educação Infantil) Parque Novo Grajaú. Esta é a primeira das 23 unidades previstas para serem entregues pela prefeitura esse ano.

A creche receberá 242 crianças de até 3 anos de idade com ou sem deficiência, já que o espaço é totalmente acessível. A secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, esteve presente, a convite do secretário municipal de Educação, Cesar Callegari, e visitou todas as dependências da creche.

De acordo com a secretária, todas as normas de acessibilidade foram contempladas para garantir o bem-estar das crianças, acompanhantes e educadores. “A entrega do CEI Parque Novo Grajau faz parte de uma das 70 ações do Plano São Paulo Mais Inclusiva; que prevê a construção com acessibilidade de 20 Centros Educacionais Unificados – CEU´s, 243 Centros de Educação Infantil – CEI´s e 65 Escolas Municipais de Educação Infantil – EMEI´s”, afirmou.

Sobre o Plano São Paulo Mais Inclusiva
No Dia Mundial da Pessoa com Deficiência, celebrado em 03 de dezembro, a Prefeitura lançou o Plano São Paulo Mais Inclusiva, que inclui mais de 70 ações divididas em cinco eixos – Acessibilidade; Atenção à Saúde; Acesso à Educação, Cultura e Esporte; Trabalho; e Inclusão Social e Cidadania. O evento foi realizado no M’ Boi Mirim, zona sul da capital, juntamente com a inauguração do primeiro Centro Especializado em Reabilitação (CER) da capital, o CER IV, equipamento que compõe a Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência.

A necessidade de trazer para o cotidiano das pessoas com deficiência a vivência concreta do acesso aos direitos, aos serviços e aos bens da nossa cidade é o fio condutor do Plano Municipal de Ações Articuladas para Pessoas com Deficiência –Plano São Paulo Mais Inclusiva.

Sua estrutura reúne e potencializa as ações voltadas para as pessoas com deficiência em curso ou em planejamento no município de São Paulo a partir do diálogo sistemático e contínuo entre 20 Secretarias Municipais envolvidas.

Sob a coordenação das Secretarias Municipais da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, de Governo Municipal, e de Planejamento, Orçamento e Gestão, o Plano São Paulo Mais Inclusiva assegura uma política pública consolidada na cidade de São Paulo que atende as diretrizes estabelecidas na Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, e no Plano Nacional Viver Sem Limite.

As ações do Plano estão estabelecidas de maneira a contemplar as especificidades dos ciclos de vida da pessoa com deficiência e da singularidade do território em que habitam, correlacionando os serviços dispostos em cada uma das Subprefeituras da cidade e fomentando novos arranjos locais para que cada cidadão possa realizar projetos de vida protagonizados pelos seus desejos e escolhas.

Fonte: Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida