Pistorius tentou ressuscitar namorada após atirar, diz testemunha

Compartilhe:

O julgamento de Oscar Pistorius pela morte da modelo Reeva Steenkamp apresentou nesta quinta-feira (06) o depoimento de uma testemunha a favor do campeão paralímpico. O radiologista Johan Stipp contou que chegou ao local logo após ouvir disparos e se deparou com o atleta tentando ressuscitar a namorada.

Leia mais:
Oscar Pistorius é detido como suspeito de matar sua namorada
Julgamento de Pistorius será em março de 2014

Vizinho de Pistorius, Stipp afirmou que encontrou Pistorius e a namorada no andar térreo da casa do campeão paralímpico. O atleta estava com dois dedos na boca de Steenkamp, tentando ajudá-la a respirar. A modelo, porém, já não apresentava sinais vitais.

"Ele dizia 'eu atirei nela, pensei que fosse um ladrão'", relatou Stipp. "Oscar chorava o tempo todo e pedia para Deus deixá-la viver".

Pistorius é acusado de assassinar a namorada a tiros de forma premeditada em fevereiro de 2013. A promotoria afirma que o campeão paralímpico cometeu o crime após uma forte discussão entre o casal, briga negada pela defesa do atleta. Ele admite ter feito os disparos, mas alega ter confundido a modelo com um ladrão.

Outro vizinho de Pistorius foi ouvida pela promotoria nesta quinta. Charl Johnson confirmou ter ouvido o barulho de tiros e gritos pedindo socorro após o incidente, mas negou ter escutado qualquer discussão.

Fonte: UOL Esporte Atletismo