Vagas especiais são alvo de desrespeito de motoristas de Uberlândia (MG)

Compartilhe:

Usuários das vagas especiais, destinadas a veículos que transportam pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, reclamam que tem encontrado dificuldade para estacionar em locais públicos de Uberlândia (MG). Eles apontam como causa o desrespeito cometido por condutores que fazem uso irregular destes espaços reservados. Para coibir este tipo de comportamento, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) iniciou na segunda-feira (17) uma operação de fiscalização às vagas especiais. Só no hipercentro elas são 120.

A artista plástica Aline Giuliani, mãe de Iris Giuliani Oliveira Assis, de 9 anos, que tem amiotrofia espinhal, (síndrome que causa lesão no neurônio motor e atrofia muscular), disse que o desrespeito às vagas é constante. “Deveria haver uma fiscalização mais rigorosa e campanhas de conscientização para motoristas e crianças.” O contador Alzeni Dantas, que é paraplégico, disse que as pessoas usam as vagas irregularmente e alegam que é por apenas dois minutos. “Independente do tempo, o uso do espaço impede que uma pessoa com mobilidade reduzida use a vaga”, afirmou.

A reportagem do CORREIO de Uberlândia flagrou três veículos que não transportavam cadeirantes estacionados em vagas especiais em lugares como os estacionamentos do Centro Administrativo e do campus Santa Mônica (UFU), no bairro Santa Mônica, zona leste, e em frente à Casa da Cultura, no bairro Fundinho, no setor central. O motorista que usava irregularmente a vaga no Centro Administrativo, por volta das 10h30, foi multado pela Settran. Ele não quis se identificar e disse que estava no local porque não havia movimento naquele horário.

Settran multa 38 carros em dois dias

Para reduzir o desrespeito às vagas especiais, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) iniciou na segunda-feira (17) uma operação de fiscalização aos espaços de estacionamento reservado para deficientes, idosos e carga e descarga.

Até ontem (18), a Settran havia feito 38 notificações de estacionamento irregular em vagas especiais sendo 16 vagas de deficiente, 12 de idosos e 10 espaços de carga e descarga, de acordo com o assessor de operações de tráfego da Settran, Onei Silvério. “Também fizemos 14 apreensões de veículos sendo 4 que estavam em vaga de deficiente, 8 em vaga de idosos e 2 em locais de carga e descarga.”

Estacionar em vaga especial

É considerada infração leve e acarreta 3 pontos na carteira de habilitação além de multa de R$ 53,21

Fonte: Correio de Uberlândia