Reatech: Cadastro Inclusão reunirá informações sobre pessoas com deficiência de São Paulo

Compartilhe:

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), reabrirá, a partir de 10 de abril, o Cadastro Inclusão para dar continuidade à identificação e mapeamento do perfil das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida moradoras da capital.  O objetivo é reunir informações fundamentais para desenvolver e aperfeiçoar as políticas públicas voltadas à melhoria da qualidade de vida desse público, como o Plano Municipal São Paulo Mais Inclusiva, que reúne 70 ações a serem executadas por 20 secretarias municipais até 2016. O acesso ao Cadastro Inclusão será feito pelo site www.cadastroinclusao.sp.gov.br. O lançamento ocorre durante a XIII Reatech, maior feira da América Latina sobre inclusão e acessibilidade, no Centro de Exposições Imigrantes.

Ao preencher o cadastro, a pessoa informará o tipo de deficiência, faixa etária, gênero, grau de educação, tipo de trabalho e habitação, quais serviços tem acesso em áreas como saúde, transporte, esporte e cultura, entre outras. Todas as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida poderão participar deste programa, sejam elas crianças (por meio do preenchimento dos pais e/ou responsáveis), jovens, adultos e idosos.

“O Cadastro Inclusão nos permite saber, por região de Subprefeitura, o perfil das pessoas com deficiência que ali moram e assim direcionarmos as ações municipais de acordo com as reais necessidades desta população”, explica a secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti.

Continuidade do Censo Inclusão

Em 2012, a Prefeitura lançou o Censo Inclusão, quando foram recebidos 42 mil questionários, entre aqueles enviados aos domicílios paulistanos e os que foram respondidos diretamente no site. Deste total, 36 mil foram considerados válidos. A segunda etapa é a continuidade da captação dos dados, que será permanente e por meio do Cadastro Inclusão na internet.  De acordo com dados do Censo 2010 do IBGE, a cidade de São Paulo possui 2,7 milhões de pessoas com deficiência. Quanto mais pessoas se cadastrarem mais assertivas e efetivas serão as ações da Prefeitura.  As pessoas que já responderam o questionário do Censo Inclusão de 2012 não precisam preencher novamente, a não ser que haja necessidade de atualizar algum dos dados informados.

O site do Cadastro Inclusão possui acessibilidade total, permitindo o preenchimento do questionário com segurança e autonomia. Há diversos recursos como ampliação de texto e contraste para pessoas com baixa visão e idosos, compatibilidade com os principais leitores de tela para as pessoas com deficiência visual e possibilidade de navegação com mouse, teclado ou outro dispositivo. O site ainda disponibiliza vídeos contendo a tradução de todos os textos para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

XIII Reatech

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida exibirá, durante os dias 10 e 13 de abril em seu estande na Reatech, o Plano São Paulo Mais Inclusiva, composto de 70 ações a serem executadas por 20 secretarias municipais até 2016 e que subdividi-se em cinco grandes eixos: Acessibilidade; Atenção à Saúde; Acesso à Educação, Cultura e Esporte; Trabalho; e Inclusão Social e Cidadania. O São Paulo Mais Inclusiva assegura uma política pública consolidada na cidade de São Paulo que atende as diretrizes estabelecidas no Plano Nacional Viver Sem Limite construído para operacionalizar a Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

Serviço – Lançamento Cadastro Inclusão
Data: Quinta-feira, 10 de abril de 2014 – Hora: 14h30
Local: Centro de Exposições Imigrantes – Estande da Prefeitura de São Paulo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo