Russian State Ballet chega ao Brasil com intenção de popularizar o ballet russo no País

Compartilhe:

Na lista das companhias de dança russas mais conceituadas, a "Russian State Ballet" apresenta o espetáculo "Sleeping Beauty". Com 33 anos de história, a companhia é liderada pelo coreógrafo Viatcheslav Gordeev, seu criador, diretor artístico e diretor geral. Com seus quarenta solistas, a meta principal do grupo é preservar a herança da coreografia russa e da Europa ocidental, paralelamente à busca de novas formas de dança.

No Brasil, a iniciativa de trazer o grupo ficou a cargo do produtor brasileiro Augusto Stevanovich com apoio do ministro da cultura da Rússia, Sr. Vladimir Medinski, com a intenção de popularizar o Ballet Russo em todo o Brasil.

Linguagens
Os 40 solistas da companhia são os responsáveis pelo encontro entre o erudito e o moderno. "Todos sabemos que o artista que recebe treinamento somente em dança contemporânea não pode bailar os clássicos. Quem é preparado em dança clássica pode assimilar qualquer outro tipo de linguagem. É muito útil que o bailarino se expresse de uma forma a outra", explica o coreógrafo do Bolshoi, Viatcheslav Gordeev, que dirige a companhia.

A concepção de um novo espetáculo leva de um a dois meses. Nesse período, a rotina de ensaios é árdua: pela manhã, os bailarinos ensaiam por uma hora e 15 minutos em média. Após ligeiro descanso, são cinco horas de treinos sem parar. Em dias de apresentação, ainda há um período de relaxamento antes de fazer a maquiagem e vestir o figurino.

Àqueles que desejam integrar o casting do Russian State Ballet, a paixão pela dança é o pré-requisito fundamental. "É preciso estar bem preparado fisicamente, ter o porte necessário para um bailarino e querer trabalhar no teatro russo, ciente da orientação da companhia. Os aspirantes a bailarinos devem amar a profissão, ser disciplinados e se dedicar ao trabalho", explica Gordeev.  Entre suas joias estarão no Brasil uma seleção de solistas medalhista em festivais de dança na Rússia como solistas do Bolshoi de Moscou, kirov e do teatro de Moscou, entre eles, pela primeira vez no Brasil, as bailarinas do Japão Fukuda Shiori e da Itália Spiller Elena e a participação especial do solista do Bolshoi Andrey Evdokimov.

Adicionar toques de modernidade ao clássico, sem que a essência se perca no meio do caminho, é um desafio. "É um processo complexo. Temos que pensar, ao mesmo tempo, em questões diferentes, como financiamento, seleção dos artistas, onde estudar e ensaiar, preparação do figurino, técnicos etc.. Assim como a vida, os problemas são resolvidos um de cada vez. Os desafios são permanentes e somente encarando-os conseguimos elevar o nível do trabalho. Porém, temos em mente que é uma tarefa permanente. Devemos trabalhar sem descanso para manter o nível alcançado e superá-lo, na medida do possível", explica Gordeev.

Libras
Desde 2012 o Grupo Tom Brasil transmite suas peças de teatro em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. Por meio de dois telões, o público com deficiência auditiva acompanha as duas intérpretes que reproduzem as cenas no palco. Todos poderão se divertir e se emocionar com a história, compreendendo tudo com qualidade técnica e visual.

Audiodescrição
O Grupo Tom Brasil segue com suas transmissões em Audiodescrição nos espetáculos de teatro feitos na casa dirigidas às pessoas com deficiência visual presentes na plateia. Haverá uma cabine de tradução simultânea com duas profissionais reproduzindo com riqueza de detalhes as cenas, movimentos, cenários, figurinos e todos os elementos visuais interpretados pelos atores/dançarinos no palco, por meio de receptores de áudio.

Serviço:

Russian Stat Ballet – Sleeping Beauty – A Bela Adormecida, no HSBC BRASIL

Dias e horários – 7 de setembro às 19h
Criador, diretor artístico e diretor geral – Viatcheslav Gordeev
Produção – Creative Force Brasil e AS Entertainment
Produtor brasileiro – Augusto Stevanovich
Censura: a partir dos 5 anos
Preço: de R$50,00 a R$200 (Inteira)
Duração: 120 minutos + 20 minutos de intervalo
Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio

Fonte: DCI