Projeto de lei em Florianópolis prevê mais acessibilidade em praias

Compartilhe:

 Um projeto de lei aprovado esta semana na Câmara de Vereadores quer tornar as praias de Florianópolis (SC) mais acessíveis. A iniciativa prevê rampas e cadeiras anfíbias, por exemplo. A aprovação do prefeito deve ocorrer nos próximos 15 dias, como mostrou o RBS Notícias desta quinta-feira (11).

Na capital, são mais de 7 mil pessoas cadastradas na Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef), metade deles com problema de locomoção. Além dos cadeirantes, há aqueles com deficiência visual e os que usam muletas.

A dificuldade não é apenas na área urbana. Muitas praias também não apresentam a estrutura necessária para receber essas pessoas. Josiele Costa nasceu com um problema na coluna e depende da cadeira de rodas para se locomover. A falta de acessibilidade em Florianópolis é um obstáculo diário para a recepcionista.

No Sambaqui, a falta de rampas impede que o deficiente físico chegue até a areia. "Para muitos, um simples banho de mar ou um passeio de tarde no sol com a família são simples. Mas, para o deficiente físico, é mais um sonho", afirmou Josiele.

O vereador Guilherme Botelho explicou que o projeto de lei "prevê rampas de acesso, as esteiras, que seriam um material de borracha em que as cadeiras poderiam correr, e cadeiras anfíbias, que levariam esse deficiente até as águas da praia".

Fonte: G1