Concerto Inclusivo leva música clássica a pessoas com e sem deficiência em São Paulo

Compartilhe:

O mês de setembro é importante para as pessoas com deficiência, já que no dia 21 é celebrado o Dia Nacional de Luta pelos seus Direitos. Em comemoração à data, a Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, promoveu o Concerto Inclusivo com a Orquestra Experimental de Repertório do Theatro Municipal. Na plateia na Praça das Artes haviam pessoas com e sem deficiência, sendo a maioria crianças e adolescentes moradores de abrigos ou atendidos por projetos sociais. Destaque também para a participação de alunos surdos das escolas municipais, que puderam acompanhar a programação no meio dos músicos, sentindo as vibrações dos instrumentos.

A ação fez parte do Projeto São Paulo Mais Inclusiva, que reúne uma série de programações inclusivas que acontecem ao longo do mês na cidade, promovidas por diversos órgãos da Prefeitura. "Isso é inclusão. Todo mundo misturado, junto, em um momento de festa. Pessoas com deficiência e pessoas sem deficiência, sem nenhuma distinção entre elas. Esse foi um concerto feito para todos. As pessoas com deficiência visual também participaram, já que o maestro foi descrevendo cada parte do concerto", destacou Marianne Pinotti, secretária municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.

Presente também ao Concerto, a primeira-dama e coordenadora do programa São Paulo Carinhosa, Ana Estela Haddad, falou sobre a diversidade humana. “Quando a gente faz a inclusão, toda a sociedade ganha muito. Ganha aprendendo com a diversidade. É um enorme, fantástico e rico aprendizado a gente ver que a diversidade não representa deficiências, mas diferenças que nos enriquecem”.

Para aproximar a plateia da música clássica, o maestro Carlos Moreno fez uma introdução explicativa sobre cada grupo de músicos e convidou os surdos e as pessoas em cadeira de rodas para acompanharam a execução das obras do meio da Orquestra. “Estamos muito contentes com a presença de vocês aqui, apresentando um projeto que nasceu de um sonho. É uma alegria estar aqui hoje compartilhando um pouco dessa arte”, comentou. Na programação, obras de Beethoven, Tchaikovsky e Strauss.

Entre os que puderam assistir ao Concerto no meio da Orquestra, Guilherme Ueda, de 16 anos e que tem uma síndrome chamada de Angelman. Ele fez questão de ficar entre os violinistas e flautistas. “O Guilherme tem contato com música clássica desde pequeno e adora. Foi uma apresentação maravilhosa e mais incrível ainda assistindo aqui do meio, ao lado dos instrumentistas, sentindo a vibração do chão. Foi um momento de enorme a alegria para o Guilherme”, confessou a sua mãe, Adriana Ueda.

Elaine Santos, que é instrutora do abrigo “Nova Era”, conveniado com a Prefeitura, comentou que foi a primeira vez que as crianças tiveram contato com esse tipo de música. “Me surpreendi, porque todos ficaram bem concentrados na hora da apresentação”, confessou.

E. P., de 12 anos, usa cadeira de rodas e vive no abrigo Raízes da Vida, de São Miguel Paulista. "Nunca tinha visto uma orquestra antes. Gostei bastante. O que mais chamou a minha atenção foi a harpa. Nunca tinha visto uma dessas na vida, nem sabia que existia", surpreendeu-se.

A realização do Concerto Inclusivo contou também com o com o apoio das Secretariais Municipais de Educação; de Assistência e Desenvolvimento Social; e de Cultura, que fazem parte do Plano Municipal de Ações Articuladas para Pessoas com Deficiência – São Paulo Mais Inclusiva.

Setembro Mais Inclusivo

O Dia Nacional de Luta Pelos Direitos das Pessoas com Deficiência foi definido por movimentos sociais em um encontro nacional em 1982 e oficializada com a Lei Federal nº 11.133, de 14 de julho de 2005. O dia 21 do mês de setembro foi escolhido pela proximidade da primavera e dia da árvore; representando o nascimento das reivindicações de cidadania e participação plena em igualdade de condições. Em comemoração a esta data, a Prefeitura de São Paulo está promovendo durante todo o mês uma série de atividades inclusivas em esporte, música, artes e cultura em geral. Para conhecer toda a programação do Setembro Mais Inclusivo, acesse: www.prefeitura.sp.gov.br/pessoacomdeficiencia