Anel inovador permite que pessoas cegas consigam ler qualquer livro

Compartilhe:

A escrita em braile possibilita que pessoas com deficiência visual parcial ou total consigam ler. Contudo, nem todos os livros e materiais escritos são adaptados, impossibilitando, por exemplo, que essas pessoas leiam panfletos na rua ou peguem livros emprestados de amigos.

Ao pensar em uma forma de tornar todo e qualquer material escrito acessível a quem tem dificuldades em enxergar, um grupo do MIT, nos Estados Unidos, criou o FingerReader, um anel inovador que lê textos em voz alta. Usado no dedo indicador, basta acompanhar a linha de texto de um livro para que a câmera capture e converta as letras em palavras audíveis.

O FingerReader ainda é um conceito e tem muito a ser desenvolvido antes de chegar ao mercado, mas pode ser uma solução incrível para combater as dificuldades sofridas por pessoas com cegueira total ou parcial. Veja no vídeo abaixo como ele funciona:

 

 

Fonte: Hypeness

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *