Piauí tem 3ª pior proporção de crianças com deficiência fora da escola

Compartilhe:

A análise dos resultados do Censo Demográfico 2010 sobre o aspecto de gênero, divulgado pelo IBGE na última sexta-feira (31), mostrou que o Piauí tem a terceira pior proporção de crianças com alguma deficiência no grau severo, mental/intelectual e que não frequentavam escola ou creche. Segundo o instituto, no grupo etário de 6 a 14 anos de idade, 17,5% dos meninos e 15,6% das meninas estão fora da sala de aula. O resultado é melhor apenas do que o dos estados do Pará e do Amazonas.  

Já a proporção de pessoas economicamente ativa, de 16 a 64 anos de idade, com grau severo de deficiência mental/intelectual nas capitais e no Distrito Federal, Teresina ocupa a sexta menor proporção, com 57,1% dos homens e 44,7% das mulheres, o que significa um baixo aproveitamento dessas pessoas no mercado de trabalho.

Fonte: G1

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *