TV Cultura exibe documentários sobre a questão da moradia para pessoas com deficiência

Compartilhe:

Na próxima terça-feira, dia 11 de novembro, às 19h, no Centro Cultural Banco do Brasil, acontece o lançamento dos três documentários que compõem o projeto “Passa lá em casa: a moradia assistida e a autonomia possível”, desenvolvido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, em parceria com a TV Cultura. O objetivo do projeto é estimular o debate em torno desse tema, ainda pouco abordado no Brasil.

Todos os filmes têm 50 minutos de duração e mostram como Portugal, França e Holanda têm enfrentado esse desafio, apresentando soluções variadas, desde o simples abrigamento em repúblicas até experiências mais voltadas a uma vida autônoma, enfatizando a independência financeira, o direito à privacidade e à autodeterminação. Os filmes apresentam sempre como contraponto a realidade brasileira.

Os documentários serão exibidos às 21h nos domingos, dias 16, 23 e 30 de novembro.

Embora o aumento da expectativa de vida das pessoas com deficiência e do seu desejo de autonomia tenham aumentado a preocupação da sociedade brasileira com essa questão, ainda são poucas as políticas públicas colocadas em prática.

Na cidade de São Paulo, o projeto SIAI – parceria entre Município e Estado – mantém duas residências para 20 moradores. Nacionalmente, o plano Viver Sem Limite propôs a instalação de 200 residências, também com dez moradores, até o final de 2014 em todo o país. Desse total, 72 foram implantadas.

Debate

No dia 11, além da apresentação de trechos dos documentários, o público poderá participar de um debate com os diretores dos filmes e com especialistas na temática da moradia para pessoas com deficiência.

Confira a grade de exibição dos filmes na TV Cultura aos domingos, às 21h:

Dia 16
Viver só, mostrando a experiência da França.
Direção: Pamela Valente
Uzimaki Filmes

Dia 23
E agora, José, Maria, João…?, mostrando a experiência da Holanda.
Direção: Márcio Takata e Raphael Siqueira
Vídeo Base

Dia 30
Pode entrar, a casa é nossa, mostrando a experiência de Portugal.
Direção: Paula Galacini
Cinema Animadores

SERVIÇO
Debate e lançamento de documentários do projeto “Passa lá em casa: a moradia assistida e a autonomia possível”
Data: 11 de novembro – 19h
Local: Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
Entrada gratuita

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *