Advogada com paralisia cerebral tem biografia publicada aos 24 anos

Compartilhe:

Dona de uma disposição invejável, Nathalia luta diariamente contra as dificuldades impostas por uma sociedade deficiente. Mas, segundo o biógrafo responsável por escrever o livro, Rogério Godinho, não se trata de um livro de auto-ajuda, tampouco uma história escrita para levar o público ao choro. “Nathalia é alegre demais para que a vida dela fosse contada de forma triste. Mesmo assim, espero que o leitor reflita sobre as diversas barreiras ligadas aos temas inclusão e acessibilidade, a partir de fatos reais, provavelmente, desconhecidos pela maioria”, diz.

Nathalia, hoje com 24 anos, nasceu com paralisia cerebral e possui o lado direito do corpo paralisado. Mas, nem por isso, deixa de viver e seguir seu caminho.

A biografia será lançada no dia 17 de novembro, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av Paulista, em São Paulo), das 18h30 às 21h30.

Veja o especial que fizemos com Nathalia aqui.

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *