Evento em SP buscará soluções para problemas enfrentados por pessoas com deficiência

Compartilhe:

Entre os dias 28 e 30 de novembro, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo (SP) realizará o TOM São Paulo, com o objetivo de trazer abordagens positivas e inovadoras para questões relacionadas à deficiência. A iniciativa, fechada para convidados, reunirá cerca de 80 profissionais de diferentes áreas de atuação, como engenheiros, médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, designers, profissionais de TI e arquitetos, além de pessoas com deficiência que trabalharão buscando soluções para minimizar os desafios enfrentados no dia a dia.

Ao longo do evento, os convidados somarão esforços e expertises para elaborar projetos e protótipos que aperfeiçoem técnicas já existentes ou que criem soluções viáveis e replicáveis para atender as necessidades de pessoas com deficiência. Para isso, os participantes serão divididos em equipes multidisciplinares que deverão desenvolver soluções para seis desafios, que já foram selecionados e apresentados aos convidados.

A seleção foi realizada com base em um levantamento feito com entidades, pessoas com deficiência, profissionais e especialistas. Dessa forma, durante a maratona tecnológica as equipes multidisciplinares trabalharão para encontrar soluções alinhadas às situações apresentadas. Os projetos deverão ser construídos durante os três dias de evento.

Os desafios apresentados foram: calha para bocha adaptada com desenho e material para alta performance; controle para cadeira de rodas motorizada que otimize a usabilidade e integração entre softwares de reconhecimento de voz e de controle de ambientes; aplicativo com Google Maps para consulta sobre acessibilidade e dispositivo que permita pessoa com limitação motora e intelectual tirar fotos e gravar vídeos com autonomia; solução que permita a execução de notas com instrumentos musicais ou aparelhos eletrônicos + brinquedos e tapetes sensoriais para crianças com deficiência visual; display braile de baixo custo, com redução do número de células e interface com sistema touch; acessibilidade em computadores, videogames e outros eletrônicos com interfaces inovadoras.

As soluções serão desenvolvidas em parceira com diferentes instituições como Fundação Vanzolini, Associação Desportiva para Deficientes (ADD), Cavenaghi, a Rede Lucy Montoro, Fundação Educacional Fernandópolis, Mobgraphia, Freedom,  Inovalab,  Laramara,  Mais Diferenças, Senai,  Instituto de Pesquisa Tecnológica, Certi, OttoBock, CTI e os departamentos de Engenharia e Mecatrônica da Poli – USP (Universidade de São Paulo).

O TOM Brasil foi inspirado no projeto TOM Israel  – evento realizado na cidade de Nazaré que, pela primeira vez, acontecerá fora do seu país de origem – e será realizado em São Paulo (SP), nas dependências do Departamento de Engenharia de Produção da Poli -USP.

As conquistas do TOM São Paulo poderão ser acompanhadas pela página do evento no Facebook.

Fonte: GIFE

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *