SP terá primeira unidade da Rede Lucy Montoro para pessoas com deficiência visual

Compartilhe:

Com 17 unidades em funcionamento em todo o Estado, a Rede Lucy Montoro é referência na reabilitação de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. E, a partir do ano que vem, também oferecerá reabilitação para pessoas com deficiência visual no Centro de Reabilitação Lucy Montoro Humaitá. O anúncio foi feito neste sábado pelo governador Geraldo Alckmin.

"Aqui na região oeste de São Paulo, uma região importante, bastante populosa, havia este terreno abandonado, com usuários de droga, e foi totalmente recuperado. Construímos um prédio novinho, R$ 12 milhões de investimento", disse o governador. O início do atendimento é previsto para o primeiro trimestre de 2015. Os atendimentos serão feitos mediante encaminhamento da Divisão de Oftalmologia do Hospital das Clínicas e da rede pública de saúde (SUS). A gestão será realizada pela Fundação Faculdade de Medicina (FFM).

A unidade, ligada à Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, terá equipe multidisciplinar com oftalmologista, psicólogo, assistente social, área de educação física e terapeuta ocupacional. O serviço prestará avaliação, atendimento e acompanhamento às pessoas com deficiência visual por meio de programas de prevenção precoce, tecnologia da informação e comunicação, apoio à educação, inclusão no trabalho, reabilitação visual e ações culturais, recreativas e de lazer, além de contar com centro de estudo e pesquisa.

"Teremos aqui novas tecnologias para que o deficiente visual possa ter uma vida absolutamente normal e dar sua importante contribuição para a sociedade. Há um número alto de pessoas que não enxergam ou têm visão subnormal e os casos aumentam com a idade pelo risco de glaucoma e outras patologias oftalmológicas", destacou Alckmin.

Rede Lucy Montoro
Criada em 2008, a Rede de Reabilitação Lucy Montoro oferece reabilitação multidisciplinar às pessoas com deficiência e atualmente conta com 17 unidade em funcionamento em todo o Estado: Morumbi, Vila Mariana, Lapa, Umarizal, Clínicas, Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Campinas, Marília, Santos, Mogi Mirim, Jaú, Presidente Prudente, Fernandópolis e Pariquera-Açu.

Fonte: Governo de São Paulo