Vídeo tocante mostra a deficiência física vista pelos olhos das crianças

Compartilhe:

Realizar viagens espaciais e criar poderosas tecnologias parecem ser tarefas mais simples do que conviver com diferenças. Ainda hoje, a homofobia, o preconceito racial e o machismo são pautas de calorosas discussões, bem como a forma como enxergamos a deficiência física e mental. Criado pela Noémi Association, uma ONG francesa que auxilia pessoas deficientes, este vídeo vai fazer você pensar.

Em uma espécie de experimento social, pais e filhos foram convidados a assistir um vídeo no qual diferentes pessoas fazem caretas. Ambos deveriam imitar as caras e bocas que viam na tela. Risadas depois, o vídeo mostra uma garota com deficiências múltiplas fazendo uma careta. E é justamente nesta cena que somos convidados a refletir sobre diferenças.

O que aconteceu? Dê o play, descubra você mesmo e comece a enxergar o mundo com o olhar de uma criança.

Fonte: Hypeness

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *