Nova técnica de impressão permite que pessoas com deficiência visual “sintam” quadros de museu

Compartilhe:

O Museu do Prado, em Madri, criou uma exposição voltada para pessoas com deficiência visual. Na mostra “Hoy Toca el Prado”, os visitantes podem passar a mão e sentir a superfície das réplicas, em altíssima definição e três dimensões, de alguns dos quadros mais famosos da humanidade. Entre as obras da mostra, estão quadros de Goya, Da Vinci, El Greco e Velázquez.

As reproduções são resultado de um novo processo de impressão desenvolvido por pesquisadores espanhóis, chamado Didú. No processo, os objetos físicos que “saltam do quadro” são construídos a partir de um método semelhante ao usado por uma impressora 3D, mas utilizando uma nova técnica química.

Após a imagem em alta definição da pintura ser escaneada, a Didú seleciona as texturas e volumes mais adequados para serem reproduzidos e que podem guiar a mão de um deficiente visual. Depois de quarenta horas de trabalho, os elementos definidos são impressos com uma tinta especial. Então, é aplicado o método químico para gerar volume em elementos inicialmente planos.

O resultado final é uma versão bastante similar ao quadro original, mas que pode ser tocada. No total, os visitantes da exposição podem sentir seis pinturas, algumas do Museu do Prado e outras de fora, como a Monalisa de Da Vinci, acompanhadas de placas em braile e audioguias que fornecem mais informações sobre as obras.

A exposição “Hoy Toca el Prado” ficará aberta até 28 de junho no Museu do Prado, em Madri, na Espanha.

Fonte: Info

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *