Abrigo para pessoas com deficiência é interditado após desabamento em Guarapuava, PR

Compartilhe:

A Defesa Civil interditou a Casa Lar, em Guarapuava, na região central do Paraná, na tarde da última segunda-feira (30). A interdição ocorreu após o desabamento da edícula e o registro de rachaduras na casa principal do abrigo, que atende 16 pessoas com deficiência.

O desabamento foi no domingo (29) à tarde, quando o piso afundou e partes das paredes caíram. A edícula era usada para sessões de fisioterapia dos internos. Segundo a Casa Lar, não havia ninguém na hora do desabamento, e não houve feridos.

A Casa Lar pertence à Fundação Proteger, conveniada à prefeitura. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, os 16 internos serão transferidos até quarta-feira (1º) para outros abrigos.

Conforme o integrante da Defesa Civil, cabo Edemilson José Espínola, as causas do desabamento ainda serão apuradas. Ele acredita que o desabamento foi causado por um problema estrutural.

Fonte: G1

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *