REATECH 2015: lei de cotas é debatida

Compartilhe:

Durante a Reatech 2015, de 09 a 12 de abril, haverá o V Fórum Lei de Cotas e Trabalho Decente, que neste ano tem como tema “O Desafio da Inclusão com Qualidade: Reflexão sobre a Prática”. Realizado pelo Espaço da Cidadania com apoio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, o encontro acontece no dia 10 de abril, das 10h30 às 13h30.

Neste fórum, será colocado em debate o desafio da inclusão com qualidade, refletindo sobre a necessidade de uma mudança cultural que deve envolver o mundo do trabalho, especialmente empresas, sindicatos, entidades públicas e privadas que atuam pelo reconhecimento da dignidade e potencialidade das pessoas com deficiência.

Em vigor desde 1991 no Brasil, a Lei de Cotas estabelece a obrigatoriedade da contratação de pessoas com deficiência por empresas que tenham mais de 100 funcionários. Para este público, a lei tem sido fundamental para garantir o acesso a vagas no mercado de trabalho. Ainda assim, pessoas com deficiência apresentam taxas de ocupação menores que pessoas sem deficiência, principalmente considerando-se o universo de pessoas que trabalham com carteira assinada.

Segundo o Ministério do Trabalho, em 2010, o número de contratações referidas à lei correspondia a 39% do total potencial de vagas da lei de cotas para pessoas com deficiência no Brasil. Nesse contexto, discussões e orientações que esclareçam esse tema ainda são fundamentais.

SERVIÇO

V Fórum Lei de Cotas e Trabalho Decente – O Desafio da Inclusão com Qualidade: Reflexão sobre a Prática

Data: 10 de abril de 2015 – sexta-feira

Horário: 10h30 às 13h30

Local: Reatech – Centro de Exposições Imigrantes

Endereço: Rod. dos Imigrantes, Km 1,5

Fonte: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência – SP

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *