Coca-Cola lança latinhas com nomes em braille para pessoas cegas

Compartilhe:

Enquanto você derrubava latinhas na prateleira do supermercado procurando pelo seu nome ou pelo nome de algum amigo ou ente querido nas latinhas e garrafas de Coca-Cola, havia quem nunca iria mesmo conseguir procurar pela sua: quem não consegue ver.

Mirando nesse público, duas campanhas latino-americanas – uma da Argentina e outra do México – apostaram na customização das latinhas usando braille. Os nomes eram escritos com pequenos pontinhos salientes, que eram aplicados em latas ou garrafas da bebida, e permitiam que quem não enxerga também pudesse aproveitar a sensação de ter uma latinha da bebida com o próprio nome.

Confira o vídeo abaixo:

Fonte: B9

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *