Aplicativo para pessoas com deficiência na fala vence Copa do Mundo de Tecnologia

Compartilhe:

Concorrendo na categoria "educação" da Copa do Mundo de Tecnologia, organizada por Microsoft e Qualcomm, o Livox, aplicativo que reproduz, por comando de voz, necessidades dos usuários, foi o grande vencedor. A competição ocorreu no Vale do Silício, Estados Unidos, onde participaram outras 25 startups de 18 países.

Entre os jurados estavam empreendedores e executivos da área de TI, que avaliaram o Livox. O aplicativo se destacou por atender uma parcela da população carente de inovações tecnológicas. A startup brasileira agora participa de reuniões com investidores-anjos, executivos de empresas e grupos de risco do Vale do Silício. “Essa é a primeira vez na história que inteligência artificial e consciência contextual foram usadas para criar algoritmos que atendam às necessidades de pessoas com deficiência”, argumenta o criador do Livox, Carlos Pereira.

Fonte: Diário de Pernambuco

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *