“Operação Sorriso” realiza arraial beneficente para arrecadação de fundos

Compartilhe:

Quer unir diversão com praticar o bem neste final de semana? Além de ser divertir, você pode contribuir com a Operação Sorriso, uma Organização internacional dedicada a reunir médicos voluntários para operar gratuitamente o sorriso de crianças com lábio leporino e fenda palatina. A organização realizará neste ano a sua primeira festa junina com o Arraial “Doe um sorriso”, em prol do recolhimento de recursos que serão integralmente revertidos à instituição. O evento acontecerá no dia 22 de junho, das 15h às 20h, no Espaço Formigueiro, na Vila Olímpia, em São Paulo.

“Para este ano, temos quatro missões agendadas e as contribuições são essenciais para que as cirurgias aconteçam. Por isso, nossa meta é alcançar recursos suficientes para financiamento das cirurgias e de toda a estrutura médica necessária. Convidamos os paulistanos e suas famílias a fazerem parte desse arraial que, sem dúvida, devolverá o sorriso de muitas crianças”, destaca Ana Silvia Stabel, diretora executiva da Operação Sorriso no Brasil.

Os convites estão sendo vendidos por R$ 60,00 (sessenta reais) pelo site Ingresse.com ou podem ser comprados em dinheiro ou cheque no próprio local, no dia do evento.

Sobre a Operação Sorriso

A cada três minutos nasce uma criança com deformidade facial no mundo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde existe uma criança com fissura para cada 650 nascidas e, todos os anos, mais de 5.800 novos casos endossam as estatísticas. A estimativa é que existam cerca de 300 mil pessoas com fissura lábio/palatal em todo o Brasil. Entretanto, não se sabe necessariamente quantas já receberam o tratamento.

Presente no país desde 1997, a Operação Sorriso já transformou a vida de mais de 220 mil pessoas ao redor do mundo. Em dezoito anos, já foram realizados mais de 87 mil exames e avaliações especializadas e mais de seis mil procedimentos cirúrgicos gratuitos em treze estados brasileiros. Trata-se de um procedimento relativamente rápido que dura aproximadamente 45 minutos. Na manhã seguinte, o paciente já está liberado para retornar para casa. Entretanto, é importante o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, o qual a Operação Sorriso disponibiliza gratuitamente durante as missões ou faz o encaminhamento aos serviços especializados nas regiões onde atua. Em 2014, a organização realizou três programas humanitários nas cidades de Santarém, Fortaleza e Porto Velho, que somaram mais de quatro mil avaliações médicas e atingiram 230 cirurgias.

SERVIÇO:

Local: Espaço Formigueiro – Rua Professor Vahia de Abreu, 592, Vila Olímpia, São Paulo
Data: Segunda-feira, 22 de junho de 2015
Horário: 15h00 às 20h00
Preço do convite no local: R$60,00

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *