Exposição em SP revela imagens favoritas de personalidades e alerta para cegueira

Compartilhe:

Qual imagem faria mais falta se você não pudesse mais enxergar? Essa questão motivou a exposição Veja bem, Veja para sempre, que ocorre a partir do dia 24 de junho, em São Paulo. A iniciativa faz parte de uma campanha da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV), em parceria com o laboratório Novartis, que ocorre desde 2013, com diversas ações pelo Brasil. A exposição tem como objetivo mostrar ao público os riscos e formas de prevenção das principais doenças da retina, além da importância do diagnóstico e tratamento precoce que podem evitar a cegueira em milhares de pacientes.

De acordo com a SBRV, cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem de alguma doença da retina atualmente, muitos sem sequer saber. A retina é uma estrutura ocular sensível, responsável por captar e processar as imagens no olho humano. Na exposição, as pessoas poderão conhecer as imagens favoritas de atores, cantores e atletas olímpicos, além de depoimentos dessas personalidades sobre o porquê da opção pela foto escolhida.  Participam dessa mostra: Helena Ranaldi, Isabel Fillardis, Bárbara Paz, Tuca Andrada, os esportistas Zetti e Virna, Alessandra Negrini entre outros.

A exposição Veja bem, Veja para sempre é a primeira sobre doenças da retina realizada no Brasil. O público presente poderá ainda se informar sobre as doenças mais frequentes da retina e interagir com imagens que foram concebidas de acordo com a visão de quem tem o problema. “Queremos conscientizar o maior número de pessoas sobre doenças da retina. Outro objetivo é alertar a população sobre a importância de procurar um especialista para ter acesso ao diagnóstico e tratamento  adequados”, diz André Gomes, presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo.

Sobre as doenças de retina

Retinopatia diabética
A retinopatia diabética é causada pelo excesso de açúcar nos pequenos vasos sanguíneos que irrigam a retina e isso acaba desgastando-os fazendo com que surjam edemas ou obstruções na retina.

Edema macular diabético
O edema macular diabético tem como principal causa a diabetes mal controlada, além da hipertensão arterial (pressão alta), idade avançada e outros problemas de visão como miopia,  astigmatismo etc.

DMRI
O surgimento da degeneração macular relacionada à idade (DMRI) está ligado a fatores genéticos e hereditários, além do próprio processo de envelhecimento.

Oclusão Venosa da Retina (OVR)
A oclusão venosa da retina (OVR) não possui uma circunstância específica para se desenvolver. Ainda assim existem aspectos determinantes para o seu desencadeamento como a idade avançada, pressão arterial elevada, alta taxa de gordura no sangue, diabetes, glaucoma e problemas com a coagulação sanguínea.

Serviço:
Evento: Exposição Veja bem, Veja para sempre
Data: de 24 de junho a 1 de julho
Local: Estação da Luz
Horário: das 5h à meia-noite
Gratuita

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *