Instituto Olga Kos realiza crowdfunding para projeto cultural de pessoas com deficiência intelectual

Compartilhe:

O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural (IOK) está realizando um crowdfunding para o projeto ‘Pintou a Síndrome do Respeito’, que tem como objetivo oferecer atividades artísticas para crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, particularmente Síndrome de Down. O financiamento coletivo terá como foco o Projeto Tapume Inclusivo.

Durante alguns domingos do ano, alunos das oficinas de arte do IOK transformam tapumes em obras de arte. As intervenções acontecem em tapumes dos canteiros de obras da cidade, envolvendo as pessoas do bairro como um todo.

Para colaborar, basta acessar o site e escolher o valor a ser doado, que pode ser de R$ 10, R$ 30, R$ 50, R$ 100, R$ 500, R$ 1.000 ou R$ 3.000. Para cada valor, há um brinde correspondente para o doador.

Além de dar vida aos tapumes espalhados pela cidade, quem contribui ajuda o Instituto Olga Kos a continuar oferecendo projetos artísticos às pessoas com deficiência intelectual.

A doação pode ser feita neste endereço

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *