Deficientes auditivos ganham a primeira Central de Libras na rede pública em SP

Compartilhe:

O Governo de São Paulo anunciou nesta semana a criação do projeto Central de Libras, ligado à Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O primeiro posto será inaugurado amanhã (4), no centro de São Paulo, mais precisamente na sede do Ministério Público.

Lá, pessoas com surdez, que precisam usufruir de algum tipo de serviço, serão direcionadas a Central. Por meio de vídeoconferência, a pessoa com deficiência vai passar sua dúvida a um atendente capacitado em interpretar a Língua Brasileira de Sinais.

Este, por sua vez, vai repassar instantaneamente as informações em português para o funcionário que está junto com o surdo e dará continuidade ao atendimento.

Outros dez postos serão inaugurados ainda no mês de setembro. A meta é chegar a 50 unidades até o fim deste ano em todo o estado de São Paulo.

Serviço:
Local: Edifício Sede do MP do Estado de São Paulo- Auditório Queiroz Filho
Endereço: Rua Riachuelo 115 – Térreo (próximo do largo São Francisco)

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *