Mutirão busca inserir pessoas com deficiência no mercado

Compartilhe:

Os municípios baianos de Feira de Santana e Barreiras participarão, no próximo dia 25, do “Dia D de Inclusão Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados do INSS no Mercado de Trabalho”.

As gerências regionais do trabalho e emprego dos municípios reunirão, em um mesmo espaço, empresas que possuem vagas de emprego para pessoas com deficiência e reabilitados do INSS, além de candidatos à procura de oportunidades no mercado de trabalho.

Em Feira de Santana, o evento ocorrerá das 8h às 17h, na Casa do Trabalhador, com a participação de 50 empresas e será realizado pela gerência do trabalho e emprego de Feira de Santana, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Casa do Trabalhador, além de órgãos ligados às pessoas com deficiência, como a Casa dos Conselhos.

Em Barreiras, o Dia D acontecerá das 8h às 18h, no Ginásio da Faculdade São Francisco (FASB) e contará com a participação de empresas dos municípios de Barreiras, Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória, Santana, Cocos e Muquém do São Francisco. 

Legislação

A Lei Federal nº 8.213/91 obriga as empresas com mais de 100 empregados a incluírem Pessoas com Deficiência ou beneficiários reabilitados do INSS no seu quadro de empregados.

A atuação de fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego contribui para que as empresas cumpram e ampliem sua responsabilidade legal e social, de modo a proporcionar às Pessoas com Deficiência e aos beneficiários reabilitados o acesso a uma vaga no mercado de trabalho em igualdade de oportunidades, conforme preceitua a nossa Constituição Federal.

Serviço:

Dia D – Dia de Inclusão Profissional de Pessoas com Deficiência e Reabilitados do INSS no Mercado de Trabalho

Feira de Santana
Data: 25 de setembro de 2015
Horário: das 8h às 17h
Local: Casa do Trabalhador
Endereço: Rua Castro Alves, nº 894 – Centro – Feira de Santana – BA

Barreiras
Data: 25 de setembro de 2015
Horário: das 8h às 18h
Local: Ginásio da Faculdade São Francisco de Barreiras – FASB
Endereço: BR-135 Km 01, nº 2341 – Boa Sorte, Barreiras – BA

Fonte: Portal Brasil

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *