Comissão aprova, em Roraima, projeto que obriga exames auditivo e visual nas escolas públicas

Compartilhe:

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa de Roraima aprovou o Projeto de Lei nº 037/2015 que trata sobre a obrigatoriedade de exame de acuidade visual e auditiva nas escolas públicas, de autoria da deputada Lenir Rodrigues (PPS). A proposta será analisada também na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) antes de seguir para apreciação pelo Plenário da Casa.

Segundo a parlamentar, a medida visa prevenir os prejuízos, tanto na área educacional quanto no convívio social, que poderão sofrer as crianças se não forem descobertas, a tempo, possíveis deficiências. “Quanto mais cedo for iniciado o tratamento de deficiências visuais e auditivas, melhores resultados serão obtidos e em um tempo muito inferior ao que seria necessário na adolescência ou mesmo quando adulto”, explicou Lenir.

Se aprovada, os estudantes que apresentarem deficiência visual ou auditiva serão submetidos a exame oftalmológico ou otorrinolaringológico, gratuitamente, a cada início do ano letivo. A regulamentação da medida deverá ser feita pelo Poder Executivo por meio da Secretaria de Educação e Desportos, em conjunto com a Secretaria da Saúde, no prazo de 120 dias, após publicação da lei.

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *