Prorrogadas as inscrições para o Prêmio de Jornalismo Rui Bianchi

Compartilhe:

Alunos de jornalismo que tenham materiais publicados nos meios de comunicação internos da faculdade com o tema voltado ao universo das pessoas com deficiência podem se inscrever no Prêmio de Jornalismo Rui Bianchi até o dia 16 novembro.

O reconhecimento, criado pela Secretaria de Estado dos Diretos da Pessoa com Deficiência, visa valorizar o tema e também provocar uma reflexão maior sobre o papel do jornalista na construção de uma sociedade mais inclusiva.

Afinal, os meios de comunicação exercem a função fundamental para que as pessoas com deficiência sejam percebidas, em suas diferentes dimensões sociais e políticas.

Somente serão avaliadas matérias que comprovadamente tenham sido veiculadas entre 1º de março de 2015 a 30 de setembro de 2015 em jornais, revistas, sites, programas radiofônicos e/ou televisivos de responsabilidade das faculdades de comunicação social. Serão quatro categorias: Jornalismo Impresso, Telejornalismo, Webjornalismo e Radiojornalismo.


Quem Foi Rui Bianchi?
Rui Bianchi do Nascimento (1949-2001) foi um  ativista do movimento social das pessoas com deficiência. Seu maior desejo era ampliar o acesso das pessoas com deficiência a informações sobre seus direitos civis e humanos. Rui Bianchi era mestre em Ciências da Comunicação, pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.


SERVIÇO
Prêmio de Jornalismo Rui Bianchi
Inscrições: até 16 de novembro
Inscrições no site
Telefone: (11) 5212-3727
E-mail: premioruibianchi@sedpcd.sp.gov.br

9 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

  2. Vcs que tem alguma diferença física dos outros, nuncam se sintam inferiores, somos todos iguais. Deus, Ele nos fez perfeitos com muito amor e todos somos capazes, nunca deixe se elevar pelo sentimento ruim de alguém que não sabe se expressar, qualquer ser humano pode superar suas dificuldades, se orgulhe de vcs, são capazes de fazer sempre o melhor, e use a seu favor: a paciência, benovolência e a calma e toda a sabedoria que vcs tem. Um grande abraço meus irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *