Campanha arrecada recursos para atender pessoas com deficiência visual

Compartilhe:

Campanha promovida pela Fundação Dorina Nowill Para Cegos quer arrecadar recursos para atender 700 pessoas com deficiência visual.

A fundação tem sede em São Paulo mas atua em todo país. A campanha, segundo a coordenadora de capitação de recursos da fundação, Micheli Umebayashi, é feita pelo site da instituição. Ao contribuir com valores a partir de R$15, a pessoa recebe um brinde.

Segundo Micheli Umbayashi, a fundação sobrevive da doações de pessoas físicas e empresas, e da colaboração em projetos. A maior parte das doações, segundo ela, são de livros e revistas que são distribuídos em todo país. "As campanhas associadas a alguns produtos têm os lucros revertidos para a fundação", explica.

De acordo com a coordenadora, os livros acessíveis, em Braile, em áudio e digitais, que podem ser lidos e ouvidos pelo computador, são muito usados também crianças em idade escolar, e são distribuídos gratuitamente.

Outros projetos da Fundação Dorina Nowill vão desde o atendimento direto à pessoa com deficiência visual e à família, até a ajuda por meio da habilitação ou reabilitação, para que a pessoa tenha uma vida autônoma.

Para ajudar a Fundação Dorina Nowill, acesse www.fundacaodorina.org.br

Fonte: EBC

 

6 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *