Nascer sem braços não impediu este homem de realizar o sonho de ser tatuador profissional

Compartilhe:

A capacidade de sonhar – e realizar – não está vinculada com o que a gente já tem. E no caso do norte-americano Brian Tagalog, de 27 anos, não foi diferente. Ele nasceu sem os braços, mas não é por isso que deixa de fazer o que seu corpo e mente desejam.

Nascido em Honolulu, Havaí, Brian se mudou com a família para Tucson, no Arizona (EUA), onde cursou administração na universidade local, além de continuar fazendo algo que amava desde criança: desenhar.

Brian foi adquirindo sua própria técnica em criar imagens com os pés e, como consequência dessa dedicação tornou-se tatuador profissional, isso graças a sua determinação: por não tatuar de maneira “tradicional”, Brian não era aceito nos estúdios. Esse obstáculo só o tornou mais independente.

Hoje ele é dono de seu próprio estúdio, chamado Tatoos by Foot, e conta com uma sólida carreira de 11 anos de experiência nesta arte.

Fonte: Hypeness

3 respostas para “O que aprendi ao falar no TEDx Talks”

  1. Bom dia. Sou pessoa que gagueja e a vida toda sofri com essa dificuldade. Não consigo me expressar a maneira que gostaria. A gagueira me causa sofrimento, tenho 36 anos e sempre gaguejei. No trabalho isso me causa desconforto, porque as pessoas não entendem o que é a gagueira, alguns riem, outros fazem piadas, outros tem pena de mim. Em entrevistas de emprego sou excluída.
    Não sou uma pessoa considerada ” normal”, mas também não sou considerada deficiente. Esse projeto de lei me trouxe esperança. Muito obrigada pela postagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *